A Viagem da Minha vida, O Trabalho, o Estudo e conhecendo novos prazeres Samanta



Na terça feira acordei e percebi que Carol estava deitada ao meu lado afinal ela deveria ter chegado a pouco tempo e acordei tarde e fui a cozinha, eu começaria no trabalho somente na próxima segunda pois teria que fazer exames admissionais, era uma 8:30 e lá na cozinha estava Samanta que era uma morena de 1,80, ela estava de calcinha e uma camisetinha, na hora fiquei sem jeito e desconfortável com a situação, pois ela era uma delícia, e ficava difícil de não olhar aquela formosura, dei bom dia e a Samanta me disse oi Renan, como eu estava e o que estava achando de Sampa, eu meio envergonhado, garoto de 16, falei que era muito grande, e tudo era novo para mim, e ai ela tinha que perguntar, e ai gostou da Carol? Sim ela e gente boa, todo envergonhado, e ai aprendeu muita coisa com ela? Eu todo envergonhado e praticamente a Carol tinha me ensinado o que era prazer, antes era punhetas, usando revistas de mulher peladas, e já tinha dado uns beijos, mas nunca tinha chegado ao finalmente, mas me fiz de desentendido, ela novamente me perguntou, você gostou de fazer sexo com Carol, eu todo sem jeito, não tinha como mentir, eu respondi sim, ela e uma tentação, e Samanta perguntou e o que eu achava dela? Eu falei que ela era linda também, ela quem sabe nos não nos divertimos um dia, eu estava sem jeito, mas o meu tesão, estava aumentando, coloquei minha camisa sobre o short, e sentei na mesa a tomar o café e tentar disfarçar minha real situação, ela abria um sorriso e me deixava desconfortável com brincadeiras, que eu era uma delicia, e que Carol tinha sorte de ter eu, ainda mais no mesmo quarto, eu depois de tomar café fui no quarto, mas no quarto Carol dormia linda e eu tive a ideia de sair e dar uma volta, até para sair da situação que Samanta me deixava, ao sair fui caminhar e nosso Bairro era Bela Vista e dali fui caminhando até chegar na Av Ipiranga e andei até uma praça chamada Republica, fiz alguma compras no supermercado e fiquei olhando o movimento, era muito louco porque era gente que não acabava, pelas ruas era pessoas de tudo que e tipo e fiquei espantado com a grande quantidade de pessoas que fumavam, e quando estava visitando banca de jornais meus olhos se prenderam a umas que tinham travestis na capa, fiquei vidrado com aquilo e comecei a olhar, no final comprei umas 4 revistas aonde tinham historias e até um DVD, depois caminhando pela calçada vejo cinema pornô e nele tinha filme de travesti também, fiquei sem entender vendo tudo aquilo, o mundo parecia conspirar e me deixar com estas visões, tive vontade de entrar, mas tinha as revistas e preferi ir para casa, ao chegar no apartamento era umas 13:00 e no apartamento estavam Paloma, Monica e Patrícia, Carol e Samanta não estavam, cumprimentei todas e elas me chamaram para almoçar o que fiz e elas todas eram muito provocantes, mas me respeitavam, mas sempre jogavam indiretas, do tipo e ai gatinho já se acostumou com a Carol? E eu sempre respondia de forma tímida e acho que elas ficavam até com mais vontade, vendo um menino do interior sendo iniciado, e todas pareciam querer se aproveitar, depois agradeci e fui para o quarto, pois iria ver o computador e aproveitar e ver as revistas, e comecei a folhear e ler e minha cabeça só ficava mais difícil pois meu cacete ficou duro vendo as fotos e histórias em quadrinho de travesti comendo e sendo chupada, e em uma delas um rapaz era comido por 4 travestis, minha cabeça fritou e logo pensou que eram as colegas da republica, e depois de uns minutos fui ao banheiro e tive um delicioso orgasmo batendo uma deliciosa punheta, até para me recompor, e não fazer coisas que me deixaria mal com Carol, depois tomei um banho e fui dar uma deitada, e acabei dando uma cochilada, e acabei acordado com Carol, e ai gatinho ta cansado, dormindo durante o dia, eu disse oi Carol, e com os olhos entreabertos vejo Carol com sua pica na mão, e ai da uma mamada aqui, e eu apenas me coloquei a disposição e ela chegou e me deu seu cacete e lambia todo aquele delicioso, já estava ficando bom em chupar e ela ajudava e pedia para chupara seu saco e suas bolas e lambia e saboreava ela toda e ela depois começou a segurar minha cabeça e começou a fazer um vai e vem, e ela aumentava o ritmo e de repente apenas enterrou na minha garganta e senti minha garganta ser inundada pelo delicioso leitinho e ela falava para engolir tudinho que eu era o seu bezerro e eu engasgando, depois ela foi tirando e balançava seu cacete e me dava leves batidas na minha cara, e ai gatinho gostou da sua vitamina eu com cara de bobo apenas balançava positivamente, o mais doido é que eu estava gostando, afinal sexo estava conhecendo e aprendendo conforme minha mestra Carol, ela olhou com uma cara safada, e me perguntou e ai gatinho está gostando das nossas transas, e eu apenas confirmava, depois deste dia ela me falava que eu teria surra no meu cuzinho e perguntou como minha bunda estava, e falei que estava já sentando sem dor, de noite ela me comeu 2 vezes e eu apenas gozei com ela me comendo, minha cabeça estava em estado de duvidas eu era homem ou era um viado ou eu era um bi e gostava de tudo, mas vivendo ali estava em uma situação de uma verdadeira putinha, os dias iam se passando ate que começo o trabalho e logo em seguida a estudar, isto pelo menos me deu um certa disciplina, pois era pontual tanto no serviço quanto a escola, lá acabei conhecendo amigos que me levaram a aprimorar meu conhecimento em fotografias e fiz um curso que me deixava em um estado quase que um profissional, como eu não pagava a estadia pude fazer um investimento em um mini estúdio fotográfico, isto me daria a possibilidade de ganhar uma grana extra, quando fiz o book das meninas da republica, fiz também o meu cartão de visita e nisto comecei a ganhar muitas clientes principalmente travestis e mulheres de programa, e garotos de programa, tinha alguns casamentos e formaturas, o que me deixou com o tempo bem apertado, tive 1 ano em um ritmo bem apertado, o meu salario tinha aumentado para 5.000, mas já era pouco pois acabava tirando o tempo de ganhar bem mais no meus trabalhos, eu quase que chegava para dormir e tomar vara da Carol, mas neste tempo tive o prazer de ser comido algumas vezes pela Samanta que tinha uma rola ainda maior, aproveitei quando Carol viajava as vezes e numa destas fui abordado pela Samanta que no meio da noite chegou tarde e coincidentemente chegava junto e ela me abraçou e me beijou e falou muitas delicias que estava carente que precisava de um carinho e eu ainda tentei sair, mas ao chegar em casa ela entrou no meu quarto e fechou a porta e me abraçou com aquela carinha meiga e pedia tanto que acabamos em um delicioso beijo que esquentou tudo e nossos corpos se entrelaçaram de tal maneira que logo senti um ferro encostando junto ao meu, começamos a nos despi e quando fui ver ela usou as suas mãos para que eu descesse ate aquele cacete gigante mais grosso que o da Carol o que me deixou assustado e com o medo para saber se aguentaria aquilo tudo, mas quando abocanhei aquele colosso o sabor era uma delicia na hora o tesão explodiu e meu cuzinho piscava, mas nunca fui de me entregar ela foi me conduzindo e depois de uns 25 minutos ela pediu que eu deitasse e ela veio por cima primeiro colocou um travesseiro na minha coluna e se encaixou com aquele ferro na entrada da minha bunda , e me beijava e estava tão gostoso que o que ela fizesse eu iria aceitar, ao entrar a dor era tão grande mas aquela boca com língua dentro da minha boca me deixava em uma situação que queria sair mas ao mesmo tempo queria ser dela totalmente, depois de um tempo com ela socando na minha bunda o tesão chegou em um estágio que tive o mais delicioso gozo de prazer, eu literalmente fiquei mole, mas ela ainda socou por mais de 10 minutos ate jorras sei leitinho la dentro senti um calor dentro da minha bunda, nos abraçamos e ficamos por uns 10 minutos e depois ela me chamou para uma ducha e no meio da ducha ela me mandou chupar o que fiz no banheiro e depois terminei na cama, e terminou com ela segurando minha cabeça com seu cacete enterrado na minha garganta e ela mandou eu engolir todo seu leitinho, falava assim toma leitinho direto da fonte , ta gostando eu apenas engoli com muito esforço e ao tirar ela pedia para não escapar uma gota, o que fiz, ela me deu um beijo e saiu e foi para o quarto dela, eu estava morto e com a cama cheia de porra minha e dela, mas foi maravilhoso sentir outra travesti, depois daquele dia minha cabeça ficou mais maliciosa, e foi muito legal porque acabei criando posses e situações mais excitantes para meus ensaios fotográficos.
Foto 1 do Conto erotico: A Viagem da Minha vida, O Trabalho, o Estudo e conhecendo novos prazeres Samanta

Foto 2 do Conto erotico: A Viagem da Minha vida, O Trabalho, o Estudo e conhecendo novos prazeres Samanta

Foto 3 do Conto erotico: A Viagem da Minha vida, O Trabalho, o Estudo e conhecendo novos prazeres Samanta

Foto 4 do Conto erotico: A Viagem da Minha vida, O Trabalho, o Estudo e conhecendo novos prazeres Samanta

Foto 5 do Conto erotico: A Viagem da Minha vida, O Trabalho, o Estudo e conhecendo novos prazeres Samanta


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Twitter Facebook



Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


212306 - A Viagem da Minha vida, Negociação e agora Novo membro da Republica - Categoria: Travesti - Votos: 5
212305 - A Viagem da Minha vida, Chegando a São Paulo a Republica - Categoria: Travesti - Votos: 5
212304 - A Viagem da Minha vida, mudando o destino - Categoria: Travesti - Votos: 5

Ficha do conto

Foto Perfil Conto Erotico felipegostoso

Nome do conto:
A Viagem da Minha vida, O Trabalho, o Estudo e conhecendo novos prazeres Samanta

Codigo do conto:
212307

Categoria:
Travesti

Data da Publicação:
02/04/2024

Quant.de Votos:
3

Quant.de Fotos:
5